Arquivo mensal: fevereiro 2007

::: Blog Secondlifers do Bambuzada Team :::

O novo blog do Bambuzada Team já está de pé. O Secondlifers será um blog dedicado a falar sobre tudo que acontece dentro do mundo virtual do Second Life.

Estaremos colocando várias informações para iniciantes do jogo, e também falaremos sobre o comportamento dos residentes, novidades no mundo virtual e um pouco sobre o que as empresas e suas marcas estão fazendo lá dentro.

Alguma das notícias interessantes postaremos aqui também, mas para não misturar muito criamos o blog para separar um pouco o mundo real do virtual.

Visitem o blog e o nosso Flickr do SecondLifers que já contém diversas fotos para vocês espiarem o mundo virtual. A idéia é fazer com que empresários, agências e outros profissionais fiquem informados das possibilidades de fazer negócios lá dentro.

Como já falamos anteriormente, o Bambuzada Team foi o primeiro grupo guerrilheiro a entrar. Mas já encontramos o pessoal da Riot que também está explorando oportunidades lá dentro.

Desta maneira convocamos outras agências de guerrilha a se unirem com a gente e explorar o Second Life de maneira realmente guerrilheira e bater de frente de uma vez por todas com a publicidade tradicional 😉 União Guerrilheiros!

Para o pessoal que deixou comentários aqui no blog sobre como jogar o Second Life, aconselhamos que visitem o Secondlifers periódicamente pois estaremos colocando guias explicativos de como ter sucesso dentro deste mundo virtual.

Vida longa ao http://secondlifers.wordpress.com !!!

Anúncios

::: Discovery Channel utiliza papel higiênico para divulgar série de TV :::

Para a divulgação da série Dirty Jobs que fala sobre as profissões mais sujas do mundo, a Dsicovery Channel aproveitou papéis higiêncios para anunciar a nova temporada da série, na Suécia.

::: PR Stunt da Dr Pepper saiu pela culatra :::

O refrigerante Dr Pepper organizou um concurso na cidade de Boston no qual a pessoa que chegasse até o fim ganharia 10 mil dólares. A ação gerou muito boca-a-boca porém não terminou como imaginavam.

Depois que os cidadãos apareceram com suas pás no cemitério da cidade incentivados por uma pista que dizia que uma moeda com valor de um milhão de dólares estava enterrada no terreno do Granary Burying Ground, de 347 anos, a prefeitura se viu obrigada a interditá-lo.

Figuras de importância histórica como John Hancock (primeiro a assinar a Independência Americana), Samuel Adams (líder que convenceu as colônias a se unirem contra Inglaterra, no que resultou na Revolução Americana), Paul Revere ( mortalizado pelo seu papel de mensageiro nas batalhas de Lexignton e Concord), entre outros estão enterrado neste cemitério. Muitas pessoas estavam dispostas a saquear as tumbas para ver se encontravam a tal moeda!

Por este episódio o concurso que ocorreu em 23 cidades teve que ser cancelado em Boston.

::: Outdoors dentro do Google Earth :::

Agora já é possível colocar seus outdoors dentro do Google Earth! Já vimos aqui no blog diversas maneiras de anúnciar dentro deste software, mas esta daqui vai mais longe. Você como anunciante já pode colocar seu anúncio virtual em qualquer cidade do mundo. Ficará tudo em 3D como no exemplo da foto.

O Google Earth já tem uma legião de fãs que estão sempre buscando por fotos do satélite e compartilhando as coordenadas de lugares interessantes. A maior comunidade do Orkut sobre Google Earth tem mais de 37,000 usuários que diariamente estão postando localizações de bases militares, monumentos históricos, e até pessoas peladas flagradas pelo satétile! (Para ver postagens contendo assuntos do Google Earth em nosso blog clique aqui).

Com uma boa popularidade o Google parece ter rentabilizado bem mais um de seus projetos. Os custos ainda não foram divulgados porém as agências de publicidade só precisam enviar sua peça para eles para que seja alocada dentro do software.

::: Vídeo com ratos provoca crise no KFC :::

KENTUCHY FRIED MICE! 

Para ver o vídeo clique na imagem.

Depois de um annus horribilis em que a bactéria E. Coli detectada nos seus produtos devastou os resultados do gigante KFC/Taco Bell, a má sorte voltou a bater à porta da multinacional de fast food. Desta feita, sob a forma de um bando de roedores que invadiu um restaurante da cadeia na cidade de Nova Iorque. O episódio acabou por se transformar num alerta para as marcas de que incidentes locais podem, graças às novas tecnologias de partilha de vídeos e comunidades como o YouTube, ter repercussões à escala global, exigindo medidas mais claras e imediatas para a gestão de crise.

Tudo começou quando imagens de ratos a correrem num restaurante da cadeia em Greenwich Village foram divulgadas numa estação de televisão local. O incidente rapidamente chegou à internet e a inúmeras outras cadeias televisivas. O comunicado da empresa não só chegou tarde de mais face à rapidez das tecnologias como refere-se ao incidente apenas como “local”, o que especialistas consideram ter sido um grave erro de cálculo. Em declarações à Advertsing Age Pete Blacksaw explica porquê. “Não há comunicação viral mais negativa do que ratos. No mundo da fast food, higiene é o ponto fulcral e os ratos levam a discussão para o nível dos esteróides”, comenta o director de marketing da Nielsen BuzzMetrics. Pior, realça Steven Fink, este é um problema que dificilmente as empresas podem varrer para debaixo do tapete. “O principal problema da internet não é o facto da história ser divulgada, mas sim o facto de estar lá para sempre. A história viverá para sempre na internet”, assegura o presidente da empresa de gestão de crise Lexicom. Outros especialistas referem o facto da crise ser agravada pela falta de informação online que neutralizasse toda a comunicação negativa gerada pelo incidente. “Este é um exemplo perfeito de como as empresas devem ter uma rápida resposta online para a uma crise, não distorcendo os factos mas providenciando às pessoas informação que ajude a neutralizar a crise”, diz Ben McConnell, autor de Citizen Marketers.

Fonte: Meios & Publicidade

Esta matéria diz tudo, nem precisamos comentar!!! Não ignorem o poder das mídias alternativas!

::: Youtube chega até os celulares Nokia! :::

nokia-youtube.jpg

A Nokia vai juntar forças com o site de vídeos Youtube. Os vídeos serão entregues através do Nokia Video Center por RSS. A Verizon Wireless nos Estados Unidos já disponibiliza conteúdo do Youtube para seus assinantes e cobra 15$ dólares por mês, o que fez muita gente desistir do plano. A Vodafone está com planos de fazer o mesmo na Europa através do seu serviço Live! inicialmente para os ingleses mas não sabemos se irão cobrar por isso.

Já o acordo com a Nokia é totalmente diferente, pois não cobrarão a utilização de feeds de RSS. Para acompanhar a evolução no mercado de celulares o Youtube já lançou uma categoria para vídeos gravados em celulares, o qual ainda tem poucos vídeos.

Com a força do site Youtube chegando aos celulares é quase impossível ignorar o poder de viralização de conteúdos que isto proporcionará. Porém sempre é bom ressaltar que  os consumidores não querem pagar para receber vídeos amadores em seus celulares! Por isso é inevitável que busquem realmente um modelo de negócios que possa beneficiar o consumidor final. Alguns já disseram não se importar em ter anúncios curtos de 5 segundos antes de assistirem os vídeos no Youtube para que o serviço continue gratuito. Então agora é analisar bem se realmente é viável cobrar mensalidades nas redes de celular. Acho que a solução é facilitar o recebimento de vídeos no celular fazendo com que seja gratuito e apenas cobrar pelo reenvio para outros aparelhos, como acontece com o SMS.

::: Microsoft sofre com o efeito Digg! Garageband recomendado! :::

garageband.jpg

No site de notícias colaborativas americano Digg.com encontramos uma notícia um pouco bizarra sobre a Microsoft. A notícia foi que no site da Microsoft eles recomendam o software da Apple Garageband para usuários avançados!

Em apenas 1 dia esta noticia foi votada por 3140 usuários digg, e os votos estão crescendo a cada refresh de página que fazemos. Com o título “Microsoft recommends garageBand to make music…on your PC.” o site da Microsoft se viu obrigado a mudar o texto original, o qual tinha até um link direto pro site do GarageBand!

Agora o texto indica outros dois softwares, o Cubase SX 3.0 e o Cakewalk Music Creator Pro. Porém, para provar esta enorme gafe cometida pela Microsoft nada melhor do que utilizar o serviço da WayBack Machine, um site que arquiva páginas da Internet desde 1996. Clique aqui para ver a Microsoft indicando o GarageBand!

Ver a Microsoft indicando um produto de um de seus maiores rivais realmente é cômico. O poder da blogosfera e dos novos serviços web 2.0 também estão demonstrando seu poder de difundir notícias como um vírus. O Bambuzada Team foi o terceiro site nacional a publicar esta notícia. Fazendo uma busca no site de pesquisas de blogs do Google, encontramos apenas dois sites que noticiaram primeiro que a gente. O lojamac, e o AppleMania que falam especificamente do mundo Mac. Por isso esperamos contribuir para espalhar ainda mais está incrível gafe no meio publicitário 😉

::: Como fazer usuários Tivo assistirem seus anúncios? KFC responde!!! :::

tivo.jpg

Com os americanos aderindo aos gravadores digitais como o Tivo, o mercado publicitário americano está em polvorosa. Os usuários não assistem mais aos comerciais porque fazem zapping e pulam os anúncios até o começo do seu programa favorito.

A KFC bolou uma maneira inteligente de fazer com que assistam seus anúncios. Aparentemente no último comercial lançado se você passar o anúncio em slow-motion os telespectadores são capazes de decodificar uma mensagem secreta que dá direito a um sanduiche gratuito!

::: Boston processa Turner por marketing de guerrilha de Aqua Teen Hunger Force :::

aqua-teen-hunger.jpg

A Turner Broadcasting System pode ter de pagar entre 1,5 e 2 milhões de dólares à cidade de Boston num acordo de desculpas por uma ação de marketing. O valor será pago às equipes de segurança pública que tiveram de atender aos chamados de ameaça de bomba gerados por uma campanha de divulgação do desenho Aqua Teen Hunger Force.

A campanha, criada pela empresa Interference Inc., foi aplicada em Boston e mais nove cidades. A empresa contratou dois homens, Sean Stevens e Peter Berdovsky, para instalarem 38 placas de 30 centímetros em locais públicos, como pontes e terminais de ônibus, envoltas em caixas de plástico preto com fios e luzes ligados a um circuito eletrônico. O circuito formava, com as luzes, a figura de um dos personagens do desenho, um Mooninite. Depois que a primeira placa foi encontrada na quarta-feira passada, a polícia da cidade recebeu vários chamados de pessoas que achavam se tratar de bombas.

Em Boston a ação gerou o maior alerta de segurança desde os ataques de 11 de setembro. O prefeito Thomas Menino pretende cobrar da Turner todo o gasto que a cidade teve com o problema. Em uma declaração ao jornal The Globe, ele informou que a empresa vai pagar cerca de 500 mil dólares em Boston, o mesmo valor à Massachusetts Bay Transportation Authority e a mais duas cidades próximas. No auge do alerta, foram acionadas equipes de emergência, agentes federais, esquadrões anti-bomba, policiais e a Guarda Costeira. O rio Charles, pontes e estradas foram fechadas.

A Interference Inc. pediu desculpas pela confusão. A empresa é conhecida por suas ações de “marketing de guerrilha”, entre elas a instalação de uma barbatana inflável de tubarão de nove metros nas águas de Nova York para o Discovery Channel. A empresa informou que, por ser formada por novaiorquinos, entende o que é viver sob alerta. Vários jornais dizem ter um e-mail que Berdovsky teria enviado aos amigos no auge do problema no qual ele teria dito que a Interference havia pedido aos dois que ficassem calados e não dissessem aos policiais o significado das placas instaladas nas pontes.

O acordo, cujas negociações aconteceram durante o final de semana, deve não só estabelecer o valor da indenização à cidade, mas também garantir que a Turner não seja processada pelo ocorrido. A empresa alega que não tinha motivos para ligar o pânico mostrado nos noticiários com a campanha de marketing de seu programa, e que entrou em contato com o FBI para esclarecimentos assim que a conexão entre a campanha e o alerta policial foi feita. Em outras cidades, como Seattle, os anúncios foram retirados pelos serviços municipais sem que a população se alarmasse.

A promotoria também informou que está analisando uma solução para as acusações contra os dois artistas presos com os anúncios do desenho animado. Aqua Teen Hunger Force faz parte do bloco Adult Swim, do Cartoon Network.

Texto tirado descaradamente do site Omelete

Clique na imagem acima para assistir o video no Youtube.